Tag Archives: YouTube

micro-trends: youtube band and remix generation

Já falamos sobre este tema aqui, exatamente com este título. Mas como as tendências, ainda que micro, nunca vêm isoladas, elas sempre merecem ser revistas e “enriquecidas”.

Eis que ontem, navegando por aí, encontro o genial projeto colaborativo Bb 2.0 criado pelo músico Darren Solomon e desenvolvido com a contribuição de usuários e convidados.Cada um deles foi instruído a publicar um vídeo no YouTube seguindo as instruções dadas para que, juntos, os vídeos fizessem uma composição equilibrada – já que a ideia só se completa quando o usuário, o curioso, o “dj de youtube” mixa os vídeos publicados, dando play, escolhendo o momento de entrada de cada “instrumento” e controlando o volume de cada um.

Como a imagem abaixo é só para ilustrar, veja o projeto em ação clicando aqui

Picture 11

E veja aqui o outro post sobre o assunto

Leave a comment

Filed under na tecnologia, nas artes

passeatas digitais

board_passeatas

Uma das formas encontradas de ativismo, e agora endossada pelo YouTube, é a produção de vídeos. As pessoas criam seus movimentos e os divulgam através das plataformas mais conhecidas, pretendendo assim atingir um grande número de engajados.

Picture 38

No Citizentube, um blog que analisa as formas como as pessoas usam o vídeo para mudar o mundo, observa-se três formas de ativismo: para colocar no foco assuntos que precisam de maior exposição, para criar envolvimento com ações que são caras à pessoa e para criar conexão entre indivíduos e organizações que teem o desejo de fazer, de alguma forma, a diferença.

O uso do YouTube aproveita principalmente o envolvimento da comunidade lá existente a fim de gerar discussão a respeito de alguma causa. Em dezembro do ano passado um grupo de usuários criou a campanha “Project for Awesome,” pedindo para que os usuários postassem vídeos a respeito de suas causas favoritas – e, nesta, mais de 1.200 pessoas se engajaram e colocaram em imagens aquilo que defendiam.

Em 22 de julho, foi lançada uma plataforma chamada Video Volunteers, em paralelo com o projeto serve.org do governo Obama, que pretende conectar instituições não governamentais sem recursos de produção de vídeo com experts no assunto que podem usar seus conhecimentos para o bem. As entidades solicitam, os “video-makers” escolhem a sua causa e criam um vídeo para a instituição.

É um reflexo, em vídeo, para o projeto All for Good do Google, onde são cadastradas causas e vagas para voluntários que são divulgadas através de um widget em blogs, no gmail, entre outras plataformas.

afg-gadget

Leave a comment

Filed under na internet, nas ruas, no comportamento

freeconomics: solução para a crise

board15

Num mundo onde o dinheiro rodou levianamente, uma economia que prevê outras moedas de troca acaba sendo uma luz no fim do túnel para diversas indústrias.

Em Hollywood, quem diria, estratégias “Freeconomics” têm sido providenciais. Um exemplo é a proposta que a agência de talentos William Morris, que representa Russell Crowe, Denzel Washington e outros grandes figurões, fez para o YouTube: seus artistas arrecadariam uma participação na receita gerada por seus vídeos exibidos no site, através de publicidade, claro.
Segundo eles, isso inclusive faria com que marcas quisessem patrocinar o site, aumentando portanto a receita publicitária no geral.

No geral, em períodos de crise, as pessoas realmente procuram alternativas de entretenimento. E o que parece caro, como os videogames, mostra-se bastante acessível dentro do conceito de um Free World.

boy

O número de acessos a sites de jogos online gratuitos cresceu 27% nos EUA em 2008. Até o fim de dezembro 86 milhões de pessoas procuraram por esta opção de lazer – e estamos falando dos sites gratuitos.

Está realmente aumentando o que consultoria de tendências The Future Lab chamou de Freesumerism, ou, consumismo do gratuito. São as operadoras dando o celular em troca de uma assinatura de contrato, ou uma Ikea criando uma linha de balsa gratuita entre Manhattan e Brooklyn, onde está sua loja, apenas para ganhar a simpatia do consumidor (seu uso não está vinculado a compra alguma!), e reedições da amostra grátis: ou o que mostramos semana passada aqui, o tryvertising, consequência direta de uma economia de troca.

Vale pensar quanto se está pagando para ter o que quer. O mundo já está mudando, e rápido demais.

1 Comment

Filed under no consumo, no mundo

your role to play

picture-28

Nesta nossa sociedade digital cada um tem seu papel, mas todos, de alguma forma, somos, podemos e devemos ser colaboradores. Dois projetos super recentes e muito comentados andaram pipocando por aí e é impossível não falar sobre o tema e sobre o fenômeno. Os projetos MilCasmurros e YouTube Orchestra, mostram como trazer pessoas de todos os cantos para colaborar em um projeto único, com um resultado final único, feito de muitas vozes e habilidades.

É sobre isso, e sobre o papel de cada um nessa história, que vamos falar durante esta semana.

Leave a comment

Filed under na tecnologia, nas artes