Tag Archives: tecnologia

goodbye notebooks?

Me parece que antes que desapareçam os livros, são os notebooks que estão fadados ao desaparecimento. No Japão – um país que está pelo menos 5 anos à nossa frente no quesito tecnologia – pelas ruas, cafés e locais públicos, o que se vê são pessoas empunhando seus celulares de última geração, digitando, socializando, produzindo conteúdo. Os notebooks são peça rara; difícil de se encontrar no meio da multidão alguém que os tenha. Até hoje, eu achava que essa realidade estava um pouco distante, ainda me sentido presa ao meu trambolho (tenho notebook e netbook, e nenhum dos dois me satisfaz plenamente), até que vejo o iPad e  me pergunto se ele vai realmente mudar tudo como fez seu irmão mais velho iPod (em outros quesitos, obviamente). A sensação de que ele ainda é muito intermediário a muita coisa que já existe e que virá a existir me incomoda, mas ele não deixa de ser uma mola propulsora para o adeus definitivo aos notebooks. Não parece?

(0 macbook cover é da Twelve South)

Advertisements

Leave a comment

Filed under na tecnologia

stores of the future: retail experience

board_windows

O estúdio de design e soluções tecnológicas Artefact apresentou recentemente um projeto que está sendo chamado de “The Wall” – uma parede interativa que ajuda a conectar o mundo físico das lojas com a experiência e a facilidade do e-commerce.

O grande painel interage com os produtos da loja, aprofundando informações sobre os mesmos e relacionando conteúdo relevante. Através da interação, pode-se também saber o que outras pessoas acharam do produto e receber dicas de produtos semelhantes àquele buscado.

snowbird_heroshot2

Se as lojas offline já estavam parecendo estáticas demais para um mundo tão digital, são iniciativas como essa que começam a mostrar um novo caminho que o varejo deve seguir, enriquecendo a experiência através dos aprendizados obtidos com a venda e a apresentação de produtos online.

Leave a comment

Filed under na tecnologia, no consumo

stores of the future

board_windows

Leave a comment

Filed under no consumo, no marketing

this is a multiplayer world: social e cultural

board-14

Há modos muito inteligentes e interessantes de se tirar proveito da expansão tecnológica para educar, aculturar, e ajudar o próximo.

Destaco aqui duas iniciativas bem legais que conheci recentemente em uma reunião. A primeira é da UNICEF.

Através de games, em seu portal específico, a organização encontrou uma maneira de se tornar conhecida junto a adolescentes, na faixa dos 13 anos. Mostra sua missão no mundo fazendo do seu usuário um herói nos jogos.

Usando esta ferramenta, o internauta pode ajudar a salvar crianças no Timor Leste, ou ser voluntário na África, por exemplo.

unicef

Outra ação relacionando a tecnologia e a “vida real” é a do site brasileiro Overmundo.
O site é de natureza colaborativa e serve como canal de expressão para a produção cultural no Brasil e em comunidades brasileiras espalhadas no mundo. Depende de usuários a fim de buscar, comentar, compartilhar qualquer forma de arte, seja música, filmes ou textos. Depende fortemente dos gadgets e seu uso.

overmundo

É essencial que haja discernimento para compreender que a tecnologia está aí para ajudar. E há cada vez mais oportunidades de melhorar ações, de colaborar com o desenvolvimento, de fazer a diferença através de seu uso.

Basta ter boa vontade e planejar.

Leave a comment

Filed under na educação, na internet

the new playground: times have changed

board_new-playground

Quase sempre quando estamos ao redor de crianças ou em contato com seus novos jogos e diversões nos pegamos repetindo o jargão “é, os tempos mudaram”, emendando imediatamente com alguma brincadeira da “nossa época”.

É verdade, é inevitável notar a diferença do que nos fazia sorrir e passar uma tarde toda entretidos com a realidade de agora. Crianças precisam de cada vez mais para se estimularem.

Isso porque elas são impactadas o tempo todo por tudo isso que nós também somos, este bombardeio de mensagens, cores, sons, imagens. E, diferente de nós que filtramos, elas estão na fase de aprendizado e isso significa que precisam assimilar e observar cada coisinha que acontece. Nada mais natural, portanto, que para causar o mesmo efeito que um jogo da memória nos causava há 20 anos, seja preciso um pouco mais de recursos.

Estamos falando de crianças como nós fomos, mas que já nascem num mundo mais repleto de informação. A tecnologia, se usada de maneira inteligente e dosada, pode ser uma grande aliada na educação dos pequenos.

E cabe a nós não deixarmos que eles pulem esta etapa da vida, ao emendar as traquitanas feitas para crianças com recursos utilizados já para os adolescentes e adultos.

É muito fácil criar a ponte, mas também continua sendo fácil envolver em contos de fadas e jogos de desenvolvimento, basta lembrar que vale a pena dar um passo de cada vez mesmo em tempos acelerados.

Leave a comment

Filed under na tecnologia, no comportamento

the new playground: feito sob medida

board_new-playground

Aquela coisa tão particular das crianças, de formar grupinhos e isolar uma delas, parece estar com os dias contados.

Um novo conceito de jogos e brinquedos envolvendo tecnologia e robótica tem evoluído a passos largos e mudado a maneira de as crianças interagirem entre elas e com a brincadeira, estimulando seus sentidos e ajudando no seu desenvolvimento intelectual e motor.

Pesquisadores na Dinamarca começaram a implementar estes tipos de jogos em algumas escolas como teste.
Um deles, o “intelligent tiles“, consiste em um chão de blocos, onde cada um teria um inseto que ao ser iluminado, “chama” a criança para pisar em cima, respondendo com um som cômico. Para as crianças, é o “Bug Smasher”, ou “amassador de insetos”.

art_fs_playware

O especial desta brincadeira é que, devido à sua tecnologia (um computador por bloco), ele responde às interações da criança de acordo com a sua dinâmica e comportamento. Ou seja, se a criança é mais ágil, ele se adequa. Se é mais lenta, ou gordinha, idem. Assim ele garante que todas brinquem e se sintam estimuladas a participar!

O programa reconhece cada nova criança que surge, e se uma delas não está brincando, ele se reorganiza de modo que a criança “sem querer” esbarre nele, e desperte o interesse.

Para quem viveu na geração do Genius e do Arthur, achando que eram o máximo, dá até vontade de ser criança de novo…

Leave a comment

Filed under na tecnologia, no comportamento

generation O: the three Ts

board-9

A Geração O acredita em três coisas, basicamente. Todas começando com T: tolerância, trabalho em equipe e tecnologia.

Tolerância tem bastante a ver com a questão racial. Os Estados Unidos já têm tantas ou mais misturas que o Brasil, hoje em dia. Esta nova geração descende de americanos tradicionais, red necks, mas também de latinos, asiáticos e negros. E Obama conquistou a todos eles. Mesmo os jovens americanos que têm esta mentalidade, diferente de seus pais e avós, já procuram aprender outros idiomas e convivem com harmonia e orgulho entre outras raças.

Trabalho em equipe é uma mudança no padrão do herói americano. Esta nova geração está mais interessada no que um grupo tem capacidade de realizar em conjunto que a glória individual. Deixaram isso claro quando foram voluntários da campanha de Obama, em um número recorde jamais visto. Venceram juntos pela mesma causa.

E a tecnologia, que é tida como principal ferramenta para aproximar pessoas e resolver problemas, além de possibilitar um governo mais transparente e interativo, em se tratando de uma democracia.

Isso tudo faz pensar: será que trata-se apenas de uma nova geração politizada e engajada? Acredito que estejamos presenciando o nascimento de um novo target. Pessoas com uma nova atitude diante da vida, do consumo.

A Pepsi deve ter pensado o mesmo, pois já se adiantou e criou um novo logo inspirado no de Obama, especialmente para esta geração.

 

Leave a comment

Filed under no comportamento, no marketing