Tag Archives: revista

the new newsstand: provocação

A revista australiana Oyster decidiu fazer uma provocação na capa da sua 85 edição – juntamente com seu redesenho, declarou que a impressão está morta (como traduzir isso melhor?). Mas a cutucada e o questionamento (bem que o título poderia vir seguido de uma interrogação e não de um ponto de exclamação), ficam apenas na porta de entrada, já que em suas páginas impressas ela continua apresentando o melhor da moda Australiana e mundial com incríveis fotos muito bem impressas.

Seu site, aliás, segue com o layout e o logotipo antigo….

Leave a comment

Filed under no design

the new newsstand: conclusion

board_newnewsstand

Se os hábitos de consumo de mídia vem mudando radicalmente nos últimos anos (e inclua-se aqui não só as revistas, focos deste board, mas também todas as outras mídias tradicionais), os grandes produtores de conteúdo devem observar e agir de forma a captar a atenção deste novo consumidor, a fim de manter ou pelo menos garantir algum retorno financeiro.

Algumas diretrizes são fundamentais para isso:

– filtro e personalização de conteúdo – fazendo do material impresso algo mais desejado e único

– criação de múltiplos e integrados canais de distribuição, de forma a atrair o interesse dos consumidores em qualquer que seja a plaraforma que lhe seja mais conveniente

– pensar que a qualidade editorial ainda é muito importante, mas os diversos pontos de vista e a participação do usuário (comentando, agregando, distribuindo) é cada vez mais fundamental

– elaborar planos de distribuição que ultrapassem os modelos tradicionais de assinatura e de compra em banca, garantido o engajamento e a retenção da audiência

Leave a comment

Filed under no consumo

the new newsstand: alternative subscription

board_newnewsstand

Uma das premissas do conteúdo na Internet é “leio o que quero, quando quero” assim, uma mulher de 35 anos pode ler uma matéria da revista Nova em um momento e depois, no outro, passar os olhos sobre uma produção da revista Crescer para, quem sabe, fechar o ciclo com um artigo da revista Você S/A.

Neste ambiente livre, as assinaturas de revista são quase um contrasenso, e, para muitos, sinal de amarras. Não que não exista fidelidade, mas os atuais leitores querem ter a possibilidade de mudar de idéia e, assim, mudar de revista quando bem entenderem. Se as assinaturas não apresentam uma grande vantagem financeira ou de praticidade (os dois grandes benefícios apontados pelas mesmas), a falta de flexibilidade oferecida pelo modelo agrava a situação. 

É como resposta a estes desafios que aparecem empresas como a Maghound,  que permite com que os “assinantes” escolham um pacote de 3 ou 5 revistas, com um valor fixo, e possam alterar as revistas que querem receber dentro deste pacote de acordo com seu desejo e necessidade mensal.

maghound

Assim, sim, juntam-se a praticidade da assinatura, com a flexibilidade da Internet. No Brasil, nenhum modelo assim vem sendo implementado, mas já é hora…

Leave a comment

Filed under no consumo