Tag Archives: Dr. Martens

tag revolution: not made in china look

board_notmade

Para esta sexta, como temos feito ao longo das semanas, escolhemos/montamos um look relacionado ao conceito. Aqui, então, fizemos um look com a cor da China, mas com a etiqueta “Not Made In China But…”

Made in LA 

rnt353_03

Made in England

12310601

Made in Brazil (tema do nosso próximo post)

85063_g

 

Ou American Apparel, Dr. Martens e Alexandre Herchcovitch.

Advertisements

Leave a comment

Filed under na moda, no consumo

tag revolution: made in china, but…

board_notmade

Se todas as etiquetas do mundo começarem a falar chinês (e já estamos neste caminho), o que faremos? Bom, se por um lado existe uma “obrigação” capitalista de se produzir na China, pelos baixos preços (e nada mais, certo?), por outro existe uma clara reação das empresas de se “afastarem” do Made in China, seja voltando à produção local, seja criando linhas especiais produzidas em seus países de origem. E grande parte destes movimentos podem ser vistos nas tags dos produtos ou em nos posicionamentos de marca.

Sim, você pode comprar uma Dr. Martens (a clássica bota inglesa) mande in china, mas pode comprar também uma bota da linha Vintage, Made in England, pagando um pouco mais por isso.

preços dr. martens

dr. martens made in england

A Dr. Martens escolheu a linha “Vintage Originals” para esta iniciativa. A linha é composta por réplicas de suas primeiras botas feitas a partir de abril de 1960. Hoje são feita ainda no processo manual, na fábrica original: Wollaston, Northamptonshire, England. 

Se não dá para abrir mão da produção na China (ou em outros redutos produtivos que seguem a mesma linha), se a concorrência aperta e os preços precisam se manter competitivos, mas se ainda assim a marca preza por suas origens, a produção de uma linha nos moldes originais (com um adicional de 50% no preço) é uma boa e estratégica saída.

Leave a comment

Filed under na moda, no marketing

tag revolution

board_notmade

Leave a comment

Filed under no comportamento, no consumo, no marketing