Tag Archives: Damien Hirst

being damien hirst ou quero ser damien hirst

Damien Hirst causou furor mais uma vez quando apareceu com sua obra “caveira recoberta por diamantes-milhares-de-diamantes!” (For the Love of God, 2007), uma caveira humana recoberta por exatamente 8.601 diamantes com o valor de mercado de 100 milhões de dólares. A coisa toda causou uma repercussão enorme para o artista, apesar da peça nunca ter sido adquirida no mercado de arte (o próprio Hirst e um consórcio adquiriu a obra algum tempo depois).

Para discutir ou brincar com a questão da arte contemporânea, um grupo de Londres criou o conceito IARTISTLONDON que propoe kits para que todos possam se sentir um pouco artistas, de uma forma que não precise conhecimento e tão pouco habilidade.

O primeiro produto da empresa é justamente um kit com PLASTIC HUMAN SIZE SKULL, CRYSTAL BEADS (8,601 PIECES), GLUE, PAINTBRUSH, TWEEZERS, SILVER PAINT, INSTRUCTIONS, para que cada um seja também um pouco Damien Hirst.

A empresa descreve seus produtos da seguinte forma “is a brand new way of creating your very own contemporary work of art. It’s quick, it’s easy and you don’t need any artistic training or ability to start making great pieces! We supply you with all the necessary tools to produce your personalized copy of an original master.”

Banalização da arte? Discussão sobre o mercado? Seja o que e como for, não deixa de ser divertido

Advertisements

Leave a comment

Filed under nas artes

end of an era

Nos últimos anos, meses, e a cada dia, vemos o fim de eras e mais eras. A era da indústria da música, por exemplo, já era. Não no sentido literal, mas tendo em vista que é uma indústria, assim como tantas outras, que deverá se recriar, se reinventar, para sobreviver e convencer as pessoas (mercado, clientes, investidores) de que ela é pertinente e pertencente a este novo mundo.

No dia 30 de janeiro o artista pop-star Damien Hirst abriu sua mais recente exposição na Gagosian Gallery em NY, em uma retrospectiva com direito a novas obras chamada oportunamente de “End of an Era” – ele próprio, um contestador da arte como ela é, no sentido produtivo, criativo e mercadológico da palavra. O título da exposição também tem um viés bíblico, materializado em algumas obras como o touro com chifres de ouro e o dia do julgamento representado através de mais de 30 mil diamantes.

Hirst brinca com a ideia de arte, confundindo o espectador e, inevitavelmente, provocando-o e levando-o a refletir sobre a arte desses nossos novos tempos.

Fotos do site TrendLand

Leave a comment

Filed under nas artes

outdoor stages: a roupa como uma plataforma

Se estamos nas ruas e nos propomos a sermos não apenas pedestres, mas também plataformas artísticas, a moda e, principalmente as camisetas, são a forma perfeita para isso. A prova foi a recente união entre o pop, controverso e agora multi-milionário artista Damien Hirst com a clássica, adorável e popular Levi’s.

O próprio artista, fascinado por caveiras e experimentações artísticas, disse que a coleção se tratava de “art you can wear” e completa dizendo “way a lot of people get to own my stuff” – se você não for um dos sortudos com a possibilidade de ter um Damien Hirst original dentro de casa. 

E muitas outras provas se dão ao longo das décadas, com aproximações entre moda e arte, como o clássico Mondrian por Yves Saint Laurent e as recentes camisetas feitas pela Uniqlo com estampas dos “grafiteiros” Basquiat e Keith Haring.

 

Leave a comment

Filed under na moda, nas artes