Tag Archives: artesanato

icelandic sagas: a solução está nas pequenas coisas

icelandicsaga_part2

Em um país pequeno, são as pequenas coisas que podem ajudar a mudar o seu rumo. E na liderança desta mudança, a cantora Bjork tem se transformado na portavoz da inovação e no pensamento criativo, a fim de encontrar caminhos para a diversidade econômica da Islândia.

Com suas próprias palavras: “A Islândia pode ser mais autosuficiente e mais criativa, com um olhar mais século XXI do que século XIX” “Podemos usar esta crise econômica para nos tornarmos sustentáveis, e ensinar o mundo tudo o que sabemos a respeito da energia geotermal (uma das grandes riquezas do país)”

“Talvez leve tempo para que este novo momento comece a dar lucros. Mas devemos criar algo sólido e estável, e algo que se sustenea de forma independente de Wall Street e da volatilidade do preço do alumínio. E isso, então, ajudará a Islândia a fazer o seu melhor – sendo uma maravilhosa e imprevisível força da natureza”

Para levar suas idéias adiante, Bjork tomou dois passos importantes:

1. reuniu as mais proeminentes mentes de seu país em torno de mesas de discussão e workshops a fim de levantar idéias e soluções nas mais diversas áreas (das ciências e das artes), propondo por um lado a melhor exploração de seus recursos naturais, transformando-se em um país verde, e, por outro, a união de artistas, empresários e artesãos para desenvolver de forma profissional aquilo que eles tem de melhor e mais típico.  

2. lançou um fundo de investimento chamado BJÖRK, comandando pelo Audur Capital, com o objetivo de buscar investidores que buscam novas oportunidades e desenvolvimentos de novos negócios em pequenas companhias, a fim de dar um impulso na recuperação econômica do país. O fundo, que tem data para se encerrar (já agora em março) vai investir em em negócios sustentáveis, que criam valor através dos recursos únicos da ilha, sua natureza espetacular, uma cultura vibrante e recursos energéticos verdes.

Na mira dos novos projetos está, por exemplo, a tradição islandesa de casacos de lã, com os típicos desenhos e a incrível lã de suas ovelhas (um dos únicos animais que se deu bem em um país com uma geografia e um clima tão únicos): o Lopi Sweater. Com a ajuda dos workshops e de designers locais, além dos centros de difusão de cultura, serão formados grupos de artesãos para levar adiante, e para o mundo, a tradição da ilha. 

lopapeysa

Advertisements

Leave a comment

Filed under nas artes, no marketing, no mundo

crafting the economy: buy local – buy handmade!

board_craft

Uma das grandes bandeiras deste movimento não só é promover a compra de produtos artesanais como também de produtos locais. E o local, entenda-se aqui, como original de um local, ou próximo do local onde o comprador vive. Não é nada folclórico ou culturalmente localizado, mas é a idéia de conectar pessoas-compradores reais com pessoas-vendedores reais, ainda que para isso seja necessário conecta-las pela Internet.

E é neste caminho que muitos sites se apresentam como suporte, unindo vendedores locais em torno de uma idéia comum – distribuir produtos artesanais e únicos pelo mundo, criando uma forma alternativa de vida e, ao mesmo tempo, uma forma alternativa de consumo.

pledge728x90

Se as feiras ou mercados de pulga ficaram pequenos para os negociantes-artistas, a Internet os coloca em contato com gente interessada na unicidade de cada produto e, ao mesmo tempo, na praticidade possibilitada para a Internet.

O site My Ehive exclusivo para Inglaterra e a Irlanda, tem como sugestivo conceito “make a living , doing what you love”

myehive

Já o australiano Made It promete colocar o interessado em contato com vendedores independentes

madeit

Estes caminhos encontrados por artistas independentes e locais, nos ajudam a entender como pode ser uma reação frente a crise, seja na forma de comprar, seja na forma de vender nossos produtos. E nos dá a clareza da importância que existe em ter raízes locais e, ainda assim, ter a possibilidade de ser percebido globalmente.

Leave a comment

Filed under nas artes, no consumo

crafting the crisis: retornando ao arts and crafts

board_craft

Com a economia mundial, da forma tradicional como a conhecemos, se ruindo, indivíduos e grupos se movem na busca de saídas para a crise buscando potencializar aquilo que se pode fazer com as próprias mãos e por conta própria.

Crise econômica X Crise criativa Solucão Criativa

Já há algum tempo o “handmade”, o artesanato, o “arts and crafts” vem ganhando espaço e prestígio, em contraposição a tudo aquilo que é industrializado e massificado. Já falamos aqui sobre a busca da individualidade através da compra de produtos adaptáveis a seu gosto, da tentativa de customização em massa. Inclui-se aqui a apreciação de bens produzidos de forma responsável, por indivíduos com idéais próprios e a busca por um caminho sustentável de vida.

Com a crise que mexe com os fundamentos das indústrias e deixa pessoas sem emprego, os mercados de “handmade objects”, de artistas e cooperativas ganham importância, impulsionados por outro lado pela capacidade de venda global proporcionada pela internet.   

Um dos primeiros mercados online de artistas e artesãos a se firmar na internet foi o americano Etsy, que logo abriu as portas para pessoas de todas as partes do globo não só divulgarem como venderem aquilo que fazem.

etsy_home

Como funciona?

Cada artista monta sua loja na Etsy, pagando um fee básico de 20 centavos por cada item publicado e 3,5% sobre cada venda. Os pagamentos e recebimentos se dão através de um cartão de crédito válido, simplificando todo o processo. O vendedor é responsável pelo despacho da mercadoria.

Curiosidade

O ticket médio varia entre 15 e 20 dólares, sendo a maioria das transações feitas por mulheres

Não são aceitos produtos industriais, como fica bem explícito nesta página

etsy_howtosell

Leave a comment

Filed under nas artes, no comportamento, no consumo