Category Archives: no marketing

cause marketing

Apostar em grandes causas ao invés de anunciar no Super Bowl? Investir dinheiro em projetos sociais criados por seus clientes deixando de lado a propaganda (convencional)? O cause marketing tem aparecido com frequência como forma de gerar engajamento e repercussão nos meios tradicionais de forma gratuita, aliando questões como imagem de marca e responsabilidade social (matando dois coelhos com uma cajadada só).

Dentre os projetos de cause marketing recentes que mais me chamaram a atenção estão o novo momento da campanha Refresh Everything da Pepsi e um projeto especial da Orange, gigante da Telecom na França.

No Refresh Everything, quebrando a tradição de estar presente no Super Bowl onde esteve presente por 23 anos, a Pepsi vai direcionar 20 milhões da sua verba de propaganda para apoiar com valores entre 5 mil dólares e 250 mil dólares a fundação de projetos sociais submetidos e eleitos através da Internet.

Já no People Projects, a Orange apoia projetos já existentes, facilitando a sua divulgação e o engajamento de voluntários, criando para isso um aplicativo no Facebook que permite a criação de páginas dedicadas aos projetos e a sua divulgação na rede social.

E é esse o papel das empresas? Usar parte de suas grandes verbas de marketing para gerar oportunidades de engajamento social? Talvez seja realmente um bom caminho, ajudando seus consumidores a se tornarem mais socialmente responsáveis, expondo e apoiando causas.

A grande discussão é: qualquer marca pode apoiar qualquer causa? Não pode ser um pouco hipócrita, por exemplo, uma marca que não adota processos sustentáveis em sua produção apoiar projetos de produção local sustentável? Não é um pouco incongruente? Talvez o cause marketing faça também com que as empresas reflitam sobre esta preocupação e que se transformem, elas próprias, em boas causas a serem seguidas.

Leave a comment

Filed under no comportamento, no marketing

the new newsstand: the importance of reading

 

augsburger_allgemeine_benzaugsburger_allgemeine_hitler

 

augsburger_allgemeine_beatles

Leave a comment

Filed under no marketing, no mundo

stores of the future

board_windows

Leave a comment

Filed under no consumo, no marketing

our little secret: gloria aqui pertinho

logo

Que tal ter a opção de comprar móveis e objetos de decoração que nasceram entre os anos 20 e 80, com cara hype e com uma super exclusividade?

A proposta da pop-up store que surge em Cotia no dia 23 de maio é esta.

O Estúdio Gloria nasceu do hobby de se garimpar objetos em viagens, e acabou formando um acervo de babar.

Nesta edição, a inspiração das cores vivas vem da pintora Frida Kahlo.
Vale a pena conhecer!

loja021

Estúdio Glória
Rua dos Engenheiros, 410 – Cotia/SP
Inaugura dia 23 de maio de 2009, sábado, e fica por 60 dias
Sexta: das 11 às 20 horas
Sábado: das 11 às 20 horas
Domingo: das 11 às 17 horas
Nos demais dias, atendimento com hora marcada.

Leave a comment

Filed under no marketing

our little secret: pop-up and pop art

pringles_logo
A marca de batatinhas Pringles, da P&G, está ficando cada vez mais fun.

Dentro de sua plataforma Pop, que brinca com o significado da palavra de uma maneira quase onomatopéica, tem trabalhado o desenvolvimento de experiências para atrair cada vez mais fãs, e claro, consumidores.

Uma de suas iniciativas traz o conceito de pop-art para que seu consumidor o experimente. Trata-se da customização de suas embalagens, as tão conhecidas latinhas.

Já existe uma galeria com várias criações, onde o usuário, depois de “girar” a latinha e ver toda a arte, vota na categoria que mais curte.

pringles

E onde entra o pop-up?

É que já andam dizendo que toda esta experiência pop da marca será trazida, ainda este ano, ao Brasil – no formato de uma pop-up store!
Não se sabe por quanto tempo ainda, mas a ideia é aliar a marca cada vez mais à diversão, e isso sempre é benvindo.

3 Comments

Filed under no marketing

our little secret

A pop up stores pipocaram, como o próprio nome diz, em muitos países, eventos e situações do mundo. Um misto de “quiosque” bem montado com guerrila store, tornou-se a forma de muitas empresas atingirem públicos diferentes dentro de situações por vezes únicas.

Assim vimos a Veuve Cliquot aqui no Shopping Iguatemi no fim do ano passado, 

6204331

uma Havaianas pipocando na quinta avenida em NY dentro de uma GAP…

gap-urban-beach-flip-flop-shop-021

que também fez sua pop up store com a Pantone no ano passado

gap_pantone_1

Há ainda muitos outros casos, como uma loja da Procter, também em NY

29ffqzm

Agora, a moda parece ser ocupar espaços desocupados pela crise e trazer pessoas para circularem neles através de boas novidades e pechinchas. Um movimento de Okupas modernos que trazem mais valor para espaços vazios (como novos apartamentos ainda à venda) e aproveitam para dar uma acelerada em suas próprias vendas.

Leave a comment

Filed under no consumo, no marketing

micro-trends: how to start a conversation

O começo da conversa com seus prospects é um dos grandes desafios para as marcas da atualidade. No meio de tanta opção, tanta crise e tanta gente falando ao mesmo tempo, para quem o consumidor vai olhar? Com quem ele vai dialogar? 

Simon Graj, CEO da consultoria Graj+Gustavsen, nos ajuda a responder esta questão quando diz que as empresas e lojas devem “ajudar as pessoas a ir sem medo em direção ao futuro – e se divertir fazendo isso”

450john_morefield03_01-07-2009_2e2pg19

E se a ajuda e o diálogo são a chave do novo marketing, o arquiteto John Morefield de Seattle está para se transformar no símbolo e no exemplo máximo deste novo momento. O momento do marketing da conversa e da aproximação.

Desempregado, o arquiteto de 27 anos leva sua barraquinha, sua cara, sua coragem e toda a sua experiência para mercados de rua americanos (como o Ballard Sunday Market) com o objetivo de iniciar conversar com seus prospects. Sua estratégia? Oferecer uma breve consultoria, a partir de perguntas de todos os tipos, por apenas 5 centavos de dolar.

De centavo em centavo ele não consegue juntar o suficiente para pagar suas contas, mas faz seu marketing, de forma barata e envolvente, aproximando com isso novos e reais clientes.

Vale a pena ver, e pensar sobre como você ou sua empresa começam a conversa com seus clientes:

Leave a comment

Filed under no marketing