Category Archives: no luxo

i want luxury, luxury: café pequeno

Quando me perguntam de algo barato, ou de bom preço, e de consumo diário, penso logo em um cafezinho. Você não?

Agora, depois de conhecer essa maravilha abaixo, o valor dessa bebida tão popular começa a ser questionado – e até a sua simplicidade.

concordia_espresso_machine_ahk1G_12

A Concordia Coffee Systems in Bellevue custa algo em torno de U$ 10,000 e U$ 40,000, e é um bar self-service de cafés. Moe, coa, mistura, coloca essências, enfim, faz nada menos que 165 drinks diferentes à base de café.

Dizem que a ideia não é substituir baristas, garçons e ajudantes, mas sim, outras máquinas.
E ainda por cima, garantem: a qualidade é espetacular.

Fazendo as contas…. quanto vale seu cafezinho?

Leave a comment

Filed under no luxo

green now: use less and better

board_green3
De acordo com Graham Hill, fundador do TreeHugger.com, e vice-presidente do Planet Green, ser sustentável passa por reduzir e compartilhar. Nas palavras dele, devemos usar espaços de forma mais eficiente, simplificar conceitos, trazer de volta os sapateiros e costureiras, buscar serviços e produtos que nos ajudam a economizar dinheiro e espaço.
Para simplificar ainda mais ele diz” “less is more” e “small is sexy”. 

 

E quem é que não quer ser sexy e atraente? 

 

Se os carros sempre foram demonstração de potência, o mercado agora passa pela necessidade em transformá-los não só em demonstração de eficiência mas também de charme. Quem viu ou leu algo sobre o Autoshow de Nova York sabe do que estamos falando, carros potentes e tunados deram espaço a pequenos e charmosos carros, com baixo custo de aquisição e de manutenção.

slide06 slide11

Quem passeia pelas ruas de São Paulo já pode esbarrar um número maior de vezes com os carros mais “cool” e politicamente corretos do momento (não fosse o preço de alguns deles) que agora chegam oficialmente ao Brasil.  O Smart, por exemplo, chega pelas mãos da empresária Cris Saddi que em entrevista ao site Taste disse “ele é ágil no trânsito e, para quem não sabe estacionar – como eu! – é ótimo”. E complementa “fora que dá para customizar ele todinho! Já pensou fazer um com banco em jeans?” (ela mandou adesivar o seu modelo com estampa de zebra). 

Os modelos Mini Cooper e Cinquecento deve chegar em breve, e nesta ordem ao mercado brasileiro. O primeiro deles com festança nos Jardins.

015180693-ex00 015785068-ex00

015180693-ex00

E se espaço é o problema, estúdio Republic of Fritz Hansen criou em conjunto com a Mini e a Airstream, um perfeito combinado para viagens mais longas: o  MINI Cooper S Clubman, apresentado recentemente no Salão de Mobiliário de Milão.

yvswjw5k

Precisa dizer mais alguma coisa?

Leave a comment

Filed under na sustentabilidade, no design, no luxo

tryvertising: também para itens de luxo

picture-211

Se toda essa coisa de experimentação parece coisa das massas, é melhor olhar para os casos onde marcas de luxo, especialmente indústrias automobilísticas se aproximam de negócios com públicos simulares aos seus para disponibilizar produtos para os hóspedes “vips”. No hotel Murano Urban Resort de Paris, a Top Floor Suite, de 300 m² dá direito, entre outras coisas aos ‘pleasure kits’, com champanhe e morangos, e um Audi TT Sportline para dar umas voltinhas.

audi-tt-8j

E os hotéis são um ótimo momento para abordar este cliente, por mais elevado que seja o seu poder de compra.

Segundo a agência Brand Connections, responsável por muitos dos programas de experimentação dos Estados Unidos, aproximadamente 75% do produtos oferecidos nos hotéis e resortes são testados. Como se poderia prever, a maioria das marcas ofertadas estão relacionadas aos cuidados pessoais (beleza e saúde). E talvez o dado mais interessante: segundo eles, 9 de cada 10 pessoas que experimentaram um produto nesta situação provavelmente o comprarão depois.

Leave a comment

Filed under no comportamento, no consumo, no luxo

i want luxury, luxury: buscando destaque onde tudo já brilha

 

Em uma época onde o conceito de luxo varia para cada consumidor, as tradicionais marcas do segmento partem para a parceria com outras marcas de igual valor (leia-se aí: financeiro ou emocional) para ganhar destaque e até novos clientes.

Quem gosta de luxo mas não pode ter um Porsche, pode ter uma caneta Faber-Castell ou uma adega Veuve-Clicquot desenhados pelo Stúdio Porsche. Quem adoraria ter uma roupa Prada, pode se contentar com um celular LG. Quem já teve todos os celulares que gostaria de ter, pode se destacar com um iPhone cravejado de brilhantes.
Por outro lado, quem pode ter tudo isso e ainda não se contenta, passa a ter nos objetos simples do dia-a-dia sua dose de luxo e diferenciação.

E se o segmento de luxo precisa se cuidar em dobro (ou o triplo) para garantir a sua expansão ou manutenção no mercado globalizado, isso nos leva a pensar o quanto as marcas, principalmente voltadas para a classe média, precisarão se associar, repensar, recriar, para atingir o bolso e o coração dos consumidores.

Que tal olhar para o universo de valores do seu cliente, e pensar em uma possível associação, para desenvolvimento de produto, ou uma ação promocional, que o atraia e o traga mais para perto? Que tal deixar de olhar só para seus concorrentes diretos e analisar seus concorrentes de nicho e de bolso, e pensar em atividades conjuntas que fortaleçam a imagem de marca de ambos?

Leave a comment

Filed under no consumo, no luxo, no marketing

i want luxury, luxury: quando o básico vira item de luxo

Uma capa de prata e laca para um simples isqueiro bic. Davidoff

Uma tampa de platina para um simples lápis da Graf von Faber-Castell

A  história do lápis culminou com a criação do “Lápis Perfeito” da Graf von Faber-Castell.  O prazer de escrever e desenhar com o lápis tradicional depende da ponta afiada. Mas onde guardar o apontador para estar sempre ao seu alcance? O lugar mais adequado e prático só poderia ser no próprio lápis, embutido no extensor que também protege a ponta e o mantém sempre pronto para o uso. O extensor de lápis com apontador embutido ocupa posição especial em nossa coleção. Junto com a borracha substituível sobre a ponta, o lápis tem, em uma única peça e de forma compacta, todos os acessórios necessários para escrever, corrigir e apontar.

Ainda nesta linha, nasce a coleção Active Crystals, de uma parceria da Philips com a Swarovski. As empresas se uniram para agregar luxo, moda e feminilidade em produtos super funcionais, como fones de ouvido e pen-drives.

Agora até quem é adepto da simplicidade de materiais do dia-a-dia poderá fazer tipo, com o estilo único e, muitas vezes, inusitado destes novos objetos.

Leave a comment

Filed under na moda, na tecnologia, no consumo, no luxo

i want luxury, luxury: a luxurious cellphone

Enquanto muita gente anda enfentando longas filas (ou longas horas) por aqui para pagar caro por um IPhone, que chegou oficialmente no país no último dia 26 de setembro, uma outra parcela da população, na Inglaterra, já desfruta de opções muito mais luxuosas do aparelho.

Para que um simples IPhone se é possível ir além? Se muitas outras marcas se associaram a grifes de luxo para o lançamento de modelos especiais, uma empresa chamada Continental Mobile lançou em Londres um IPhone cravejado de brilhantes, outro de rubis, além de opções com filetes em outro amarelo e outro rosa. Ipods também podem ser encontrados em diversas destas versões.

Com isso fica claro que não basta mais ter apenas o último e mais cobiçado celular, equipamento, carro, etc; os aficcionados por luxo de plantão, buscam neste tipo de detalhe ou de associação uma forma de diferenciação, de ter luxo em dobro.

———————-

LG Prada

Sony Ericsson Agatha Ruiz de la Prada

Motorola Dolce Gabana

Gucci

Samsung Giorgio Armani

Leave a comment

Filed under na tecnologia, no consumo, no luxo