Category Archives: nas ruas

outdoor stages: faça parte deste espetáculo

A arte se espalha pelas ruas, através da moda, da política, da música, do grafitti. Ela sai dos museus e se torna mais acessível à todos, ou àqueles que, com olhos atentos, percebem a presença inusitada da arte no caos urbano.

A idéia aqui é democratizar a arte, ou se apropriar dela para se aproximar do seu público, gerar discussão, gerar envolvimento. Os artistas (e artistas de rua) têm um papel importante neste processo, mas as marcas podem e devem observar este movimento como uma forma de se introduzir no cotidiano dos cidadãos ou ainda possibilitar com que os mesmos criem e apreciem a arte.

São bons exemplos disso as noites culturais espalhadas pelo mundo, as competições de cartazes de rua promovidas em Tóquio, as feiras de arte a céu aberto na Inglaterra, o uso de músicos de rua na divulgação do novo CD do Oasis, as jovens orquestras de tango de Buenos Aires usando as ruas para conquistar um novo público.

Que tal repensar o patrocínio puro e simples de ações culturais e passar à promoção de ações culturais mais abertas, amplas e inseridas no cotidiano? É bom para as marcas, e um prazer para quem vê!

————————

Veja todos os posts deste board:

play-me, i’m yours

o palco preferido de banksy

a roupa como uma plataforma

walking art

arte e cultura nonstop

less is more

introduzindo o tema

Advertisements

Leave a comment

Filed under nas artes, nas ruas

outdoor stages: play-me, i’m yours

Em março de 2008, quinze pianos foram entregues para as ruas de Birmingham, no Reino Unido. Os instrumentos estavam livres para qualquer pessoa apreciá-lo e usá-lo. Apenas um sofreu vandalismo. Os demais mexeram com a comunidade local, que passou a personalizar os ‘hóspedes’ da cidade.

O site http://www.streetpianos.com foi criado para o público para postar seus comentários sobre sua experiência, formando uma grande comunidade web.

A atividade, criada pelo consultor criativo e artista multi-disciplinar Luke Jerram, está agora nas ruas de São Paulo como parte da Mostra Sesc de Artes. O site para a ação no Brasil é o www.pianosderua.com.br

Este piano está no Poupatempo da Sé, os outros: Largo de Santa Cecília, Marquise do Parque Ibirapuera, Estação Santo Amaro – CPTM, Estação da Luz, Parque da Juventude, Pátio do Colégio e Largo de Pinheiros.

1 Comment

Filed under nas artes, nas ruas

outdoor stages: arte e cultura nonstop

O fenômeno das artes nas ruas tem se provado eficiente quando prefeituras criam eventos para promovê-los.

É o caso da Noche en Blanco, que acontece em Madrid, por exemplo. Este ano foram cerca de 170 atividades nas ruas da cidade, durante uma madrugada (das 21h às 7h), com inovações artísticas super interessantes.

Dentre os destaque esteve o grupo Deambulants, “especializado em espetáculos em formato vertical”, sempre improvisando suas apresentações e encantando platéias, desavisadas ou não.

Dentro de um circo ou num palco de teatro já parece difícil fazer acrobacias. Qualquer erro pode resultar numa queda, a platéia oscila entre apreensiva e maravilhada durante toda a performance.

Agora, imagine usar prédios, pontes, viadutos, torres e monumentos como cenário. E literalmente voar.

       

Fazem parte do grupo cenógrafos, iluminadores, artistas plásticos, palhaços, bailarinos, músicos e toda a sorte de artistas.
Hoje eles têm no ar 4 espetáculos distintos: o ALT, o DEL CELParaidolia e TIR, cada um trabalhando em cenários distintos, com tratamentos diferentes e uma coisa em comum: muito vôo e beleza.

Outro destaque da madrugada é o Graffitti Virtual, criado pelo Omnivor Lab. Trata-se de uma série de graffittis virtuais, digitais, projetados em grandes fachadas.
Além de engrandecer a arte, criou um efeito visual lindo no meio da noite.

     

É a arte não se contentando em ficar só nas calçadas, e subindo aos céus, as paredes, se digitalizando no meio da cidade.

Dá pra pensar em mil coisas na nossa Virada Cultural aqui em Sampa, não?

Leave a comment

Filed under nas artes, nas ruas

outdoor stages: less is more

É natural a tendência à ocupação dos espaços com obras monumentais, grandes instalações, chamarizes visíveis de qualquer canto. Ainda mais quando se trata de arte nas ruas, um palco praticamente ilimitado.

Ao mesmo tempo, é muito interessante e agradável ver um cenário limpo, com uma intervenção apenas como detalhe. Algo, eu diria, minimalista.

Certamente foi o que o artista britânico Slinkachu pensou ao iniciar seus incríveis mini-trabalhos com little people.

     

Sua arte é praticamente invisível a olho nu. E na proximidade, cria uma realidade rica e impressionante, beirando a perfeição.

Uma de suas principais características está em aproveitar sucata e lixo jogado nas ruas para criar seus mini-universos. Outra é a de simplesmente reproduzir o que vemos naturalmente na cidade todos os dias, dando à cena um novo significado.

       

Prova de que pequenos detalhes – e olhos bem atentos – podem fazer toda a diferença.

       

1 Comment

Filed under nas artes, nas ruas

outdoor stages


Seja pela necessidade, ou por fatalidades como vias congestionadas, as pessoas têm passado mais e mais horas nas ruas por dia.
E nada mais inteligente que tornar este ambiente bonito e agradável com um pouco de arte. 

Abordar as pessoas enquanto elas estão em trânsito pode ser uma grande sacada de marketing, desde que feito com inteligência e, por que não, uma boa dose de ousadia.

Dos famosos grafittis às inusitadas esculturas, e até lançamentos de músicas, as ruas estão se tornando verdadeiros palcos para todos os tipos de manifestação artística. Sorte de quem esbarra com uma!

1 Comment

Filed under nas artes, nas ruas, no marketing