how to: beyond the power point presentation

Eu planejo. A Sil planeja. Nós planejamos. E, sim, nós usamos powerpoint. Mas não somos reféns dele. Há algum tempo (2001, pra ser mais exata) li uma reportagem na The New Yorker sobre a “powerpointização do mundo” e a pergunta do subtítulo nunca mais saiu da minha cabeça “Can a software package edit our thoughts?”

A reportagem aprofundava a questão, mostrando como uma mãe, alta executiva de uma companhia na Virginia, teve que abrir mão dos recursos do software para mostrar para sua filha a importância de organizar seu quarto, fazendo uma apresentação que começava assim:

FAMILY MATTERS
An approach for positive change to the Wyndham family team 

  • Lack of organization leads to confusion and frustration among all family members.
  • Disorganization is detrimental to grades and to your social life.
  • Disorganization leads to inefficiencies that impact the entire family.

Assustador pensar como o powerpoint e especialmente seus bullets podem direcionar o pensamento de uma geração inteira, reduzindo lógicas inteiras a breves (e muitas vezes sem sentindo) frases.

Essa preocupação me levou a uma entrevista com James J. Schiro, CEO do Zurich Financial Services, conduzida recentemente por Adam Bryant, onde o executivo desafia as pessoas a terem três ou quatro pontos principais, e que os apresentem sem o apego aos slides:

Você tem uma dica de ouro de como deveriam ser as apresentações?

“Eu digo, “Três slides, três pontos”. Você realmente não pode prestar atenção em mais do que três, quatro coisas no máximo, mas eu gosto de vê-las em três slides. Eu odeio apresentações em powerpoint. Aprendi isso com Lodewijk van Wachem, que era o chairman do Zurich Financial Services quando eu comecei aqui. Ele dizia, “Eu não preciso de todos estes slides. Se nós temos apens 15 minutos e você chega com 30 slides, nós não vamos chegar a nenhuma resposta”

Então, esta é uma regra no Zurich?

“Sim. As pessoas mandam suas apresentações e nós podemos ler. Eu prefiro que as pessoas não se apeguem aos slides. Se você trabalha em uma área, se está tocando um negócio, você deve ser capaz de contar a respeito das suas idéias e do que você faz sem precisar se basear em um punhado de slides.

Quando você está falando, as pessoas podem se focar em você e na mensagem. Elas podem sair da apresentação lembrando de um monte de diferentes coisas, então, você deve ter três ou quatro pontos realmente importantes que você pode explorar e fazer com que seus interlocutores entendam e absorvam a informação como você deseja.”

Torne-se inesquecível. Faça com que as pessoas lembre de você, e não te uma apresentação cheia de bullets e informações que podem ser lidas. Conte uma história. Defenda um ponto de vista. E fuja da ditadura do PPT.

Advertisements

Leave a comment

Filed under how-to

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s