micro-trends: youtube band and remix generation

A geração C ou generation C não tem relação com uma época ou período de nascimento. É a geração geradora de conteúdo e, muitas muitas vezes, remixadora de conteúdo. E a lógica parece simples e tem dois grandes motivos: seja porque já existe tanto conteúdo disponível, seja porque, por conta própria, o indivíduo não é capaz de produzir algo do zero, a remixagem aparece como uma fantástica forma de se expressar, e ter um conteúdo só seu.

Aqui no Brasil, Marcelo Camelo (ex-Los Hermanos) fez recentemente seu primeiro show com sua Orquestra YouTube, fazendo colagens e sobreposições de diversos vídeos do YouTube. Segundo ele, neste novo projeto, ele “toca Internet”, já que a Internet já toca todos os instrumentos. É uma forma de se reinventar e experimentar, tendo como ponto de partida algo que está ao alcance de todos

248_1333-mpb-youtube

Enquanto isso, Kutiman, um produtor musical israelense lança o seu projeto Thru-You que faz incríveis experimentações e junções musicais e as apresenta também através do YouTube. Para aplaudir de pé e pedir bis. 

Já no campo das artes plásticas, o que é o Poster Boy (indivíduo ou coletivo?) famoso por recriar os posters e cartazes das ruas e metrôs de NY, senão um proeminente personagem da remix generation?

2944119657_0237109f51

powerboymoma2

Advertisements

1 Comment

Filed under na internet, na tecnologia, nas artes

One response to “micro-trends: youtube band and remix generation

  1. Pingback: micro-trends: youtube band and remix generation « what is now, what is next

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s