icelandic sagas: proposals for change

icelandicsaga_part2

Um workshop desenvolvido entre os dias 12 e 19 de outubro do ano passado pela cantora Bjork, o site Nattura.info, a Universidade de Reykjavik e The Centre of Innovation, levantou as oito principais propostas para a mudança do país em torno de um desenvolvimento sustentável. Nos workshops, centenas de experts, entre eles acadêmicos, investidores e designers industriais, representantes das agências regionais de negócios, organizaçnoes profissionais, sociedades do conhecimento, trabalhando para levantar idéias e outras atividades inovadoras, relacionadas ao crescimento sustentável e à diversidade.

Os participantes foram distribuidos em oito mesas: da saúde, da tecnologia, da educação, do turismo, do design, da comida, da biotecnologia e da energia. E novas mesas relacionadas, por exemplo à cultura, a arte, aos negócios e aos assuntos políticos deverão ser formadas. 

A primeira conclusão deste trabalho foi compreender quantas pessoas estão prontas para colocar todos os seus esforços e trocar conhecimento e visão, contribuindo para a diversidade e a evolução sustentável da Islândia. A idéia, então, é fortalecer a necessidade da troca de experiências, criando e abrindo databases de conhecimento e idéias, e tornando-os mais acessíveis. Boas idéias não vivem por si só, elas precisam alguém que as escute, as receba e as administre.

A segunda conclusão foi a importância de olhar o país como um todo, levando em consideração a auto-suficiência, e  sua capacidade de ser sustentável economica, social e ambientalmente. O ponto aqui é estruturar pequenos clusters, onde os grupos e idéias tem poder para se desenvolverem. Ao mesmo tempo, é necessário potencializar a conexão entre a infra-estrutura doméstica e mercados externos, àreas do conhecimento e mercados.

A terceira é avaliar com responsabilidade os efeitos de indústrias pesadas no futuro cultural e ambiental da Islândia. Para que não sejam feitos erros neste sentido.

A história atual da Islândia pode ser vista, então, como um balão de ensaio para as empresas e para a busca de soluções em momentos de crise: observar criativamente e sustentavelmente seus negócios, para além das questões financeiras, é uma ótima saída. E se esta saída pode recuperar países, por que não recuperar empresas? Por que não buscar olhar a empresa como um todo, e todos os seus agentes, e entender suas capacidades, melhorando a colaboração e a cooperação entre eles, potencializando esforços e eliminando processos que afastam áreas e pessoas? Por que não olhar para os reais diferenciais da empresa, os diferenciais intrinsecos a seus produtos e suas histórias, e desenvolvê-los, e mostra-los genuinamente para o mundo? 

Ainda vamos acompanhar como a Islândia consegue, com estas propostas de mudança, ultrapassar a difícil fase da quebradeira financeira. Ainda tem muito chão pela frente, mas tenho certeza que veremos a originalidade daquela terra aflorar, e fortalecer a conexão entre seus indivíduos e dos mesmos com o mundo, como um grande ensinamento para todos nós.

Advertisements

Leave a comment

Filed under na sustentabilidade, no mundo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s