crafting the economy: buy local – buy handmade!

board_craft

Uma das grandes bandeiras deste movimento não só é promover a compra de produtos artesanais como também de produtos locais. E o local, entenda-se aqui, como original de um local, ou próximo do local onde o comprador vive. Não é nada folclórico ou culturalmente localizado, mas é a idéia de conectar pessoas-compradores reais com pessoas-vendedores reais, ainda que para isso seja necessário conecta-las pela Internet.

E é neste caminho que muitos sites se apresentam como suporte, unindo vendedores locais em torno de uma idéia comum – distribuir produtos artesanais e únicos pelo mundo, criando uma forma alternativa de vida e, ao mesmo tempo, uma forma alternativa de consumo.

pledge728x90

Se as feiras ou mercados de pulga ficaram pequenos para os negociantes-artistas, a Internet os coloca em contato com gente interessada na unicidade de cada produto e, ao mesmo tempo, na praticidade possibilitada para a Internet.

O site My Ehive exclusivo para Inglaterra e a Irlanda, tem como sugestivo conceito “make a living , doing what you love”

myehive

Já o australiano Made It promete colocar o interessado em contato com vendedores independentes

madeit

Estes caminhos encontrados por artistas independentes e locais, nos ajudam a entender como pode ser uma reação frente a crise, seja na forma de comprar, seja na forma de vender nossos produtos. E nos dá a clareza da importância que existe em ter raízes locais e, ainda assim, ter a possibilidade de ser percebido globalmente.

Advertisements

Leave a comment

Filed under nas artes, no consumo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s