believe it or not: it’s popular again

board-13-amuletos

No início dos anos 90 a banda Engenheiros do Hawaii cantava O Papa é Pop. Era o fenômeno Pop que crescia a passos largos e tinha o poder de transformar até o Papa em algo da moda.

Hoje, com muito mais cuidado, vemos as religiões se popularizando e tendo diferentes caras, como um jeans básico que ganha aparências distintas de acordo com quem o veste.

A fé e a necessidade de acreditar em algo que traga paz, em tempos de euforia e insanidade, aliada ao comportamento cool de “pertencer a alguma coisa”, de fazer parte, de ser entendido, de ser protegido, ajudam a proliferar crenças e disseminar atitudes.

O que tiramos disso? Indiscutível a capacidade que o consumidor tem de dar a sua cara, personalizar, recriar qualquer coisa.
Sempre falamos de como eles fazem isso facilmente com produtos e marcas. Mas agora, ao notar as novas facetas que cada religião apresenta, vemos que esta capacidade extrapola nossa imaginação.

Estamos falando de quebra de paradigmas na sua essência mais profunda, de mudança de valores, de discussão de dogmas e mandamentos.
E o fato de estas discussões estarem lançadas por aí e de as pessoas sentirem-se livres para criar sua própria religião, seja mesclando algumas, ou fazendo uma releitura de uma única, é o que tem as tornado tão populares, conquistando mais e mais pessoas.

Advertisements

Leave a comment

Filed under no comportamento, no mundo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s