i want luxury, luxury: aos simples mortais

O brasileiro é um povo criativo. E suas marcas não podiam ser diferentes.

Atentas às tendências de crescimento do mercado de luxo, pensou estrategicamente (e direitinho) que poderia casar esta com outra tendência: a do aumento de consumo na classe média. E criou parcerias para atender a esta demanda.

É o caso das empreendedoras Cyrella e Tecnum, conhecidas por suas construções voltadas ao público de classe A+. Ao notar que mesmo consumidores de classe C buscam conforto e um diferencial na moradia, criaram com sua parceria a Cytec+, para desenvolver  imóveis muito mais acessíveis e com padrão de qualidade.

A Patrimônio Empreendimentos criou a Smile com o mesmo fim. Gafisa e Odebrecht são parceiras na Bairro Novo. E por aí vai.
É o luxo se adequando ao seu público, utilizando-se do know how do negócio para atender às diferentes demandas do mercado.

 Com conceitos de luxo tão distintos, é sábio identificar o que é luxo para cada público e trabalhar para entregar. A casa dos sonhos, agora, já existe para todos.

 

 

 

 

Advertisements

Leave a comment

Filed under no marketing

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s